Terça-feira, Abril 16, 2024
InícioNotíciaNiassa regista redução nos casos de morte pela malária

Niassa regista redução nos casos de morte pela malária

Niassa com cada vez menos mortes por malária

A província do Niassa tem sido uma das afetadas com malária principalmente nas zonas rurais. A prevalência dessa doença no seio da sociedade, tem sido influenciado principalmente pela falta de observação das medidas de combate e prevenção da doença que às autoridades competentes submetem a sociedade. Doutro lado, graças aos esforços do Governo e de parceiros que trabalham arduamente na propagação de informações inerentesao combate da doença bem como ao seu tratamento, os casos de morte da doença na província tem baixado cada vez mais.
As mortes e infecções por malária baixaram de 54 em 292.692 casos, de Janeiro a Abril do ano passado, para 37 óbitos, em 126.578 pessoas com a doença, em igual período deste ano, na província do Niassa.

Os dados foram partilhados num encontro com a Governadora do Niassa, Elina Judite Massengele, no qual houve apresentação da situação epidemiológica da província.


Segundo Ramos Mboane, director provincial de Saúde e porta-voz do Conselho Executivo Provincial do Niassa, os casos de diarreias aumentaram, mas as mortes diminuíram, ligeiramente.

Nas primeiras duas semanas de abril corrente, prosseguiu Ramos Mboane, Niassa registou uma evolução de número de casos de diarreias em 6,7%, num total de 19.876 pessoas, das quais cinco perderam a vida.


Em igual período do ano transacto, as diarreias mataram seis indivíduos num total de 18.621 na mesma província.
Relativamente aos casos de mordedura por animais e raiva, nenhuma pessoa morreu este ano, pese embora haja 306 vítimas. Ano passado, um indivíduo perdeu a vida e 380 foram atacadas por animais.

Covid-19 Niassa

Sobre a situação da COVID-19 no Niassa, há um cumulativo de 2.495 casos positivos, dos quais 178 são activos.


A província regista três mortes e, para a presente campanha de vacinação contra a COVID-19, foram alocadas 23 mil doses de imunizantes.
Serão vacinados 10.388 pessoas dentre estudantes finalistas dos cursos do sector da saúde, doentes com diabetes, professores primários com idade acima de 50 anos, entre outros.

A malaria é uma realidade siga às orientações de combate e prevenção da doença para que evite a doença.

  • Durma sempre por baixo da rede mosquiteira;
  • Remova charcos e plantações desnecessárias em volta das residências e do bairro em geral;
  • Em casos de suspeitas de malária dirija – se a unidade sanitária mais próxima para receber o devido diagnóstico e o tratamento em casos de positivo.

Juntos na luta contra a malária


Loading

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments