Segunda-feira, Abril 22, 2024
InícioNotíciaAborto uma realidade em Moçambique

Aborto uma realidade em Moçambique

Aborto artificial um desafio que requer atenção

O aborto consiste na interrupção do período de gestação antes do período de incubação se finalizado. Ou por outras, duka forma simples consiste em interromper o desenvolvimento do bebê antes que o seu período de desenvolvimento atinja. Normalmente uma gravidez normal leva em torno de 9 meses.
A prática do ato, tem sido frequente no nosso país principalmente após a legalização. Porém, doutro lado, a prática pode gerar inúmeras consequências irreversíveis.

Principais causas do aborto artificial em Moçambique

Das principais causas do aborto artificial destacam – se: Gravidez resultado de um estupro, pobreza, questões sociais e até mesmo a fuga a paternidade.
Estupro: existem inúmeros casos de violência sexual que ocorre ao longo do país cujo o resultado muita das vezes tem sido a gravidez indesejada. 
Pobreza: Certas mulheres após estam grávidas e por vezes abandonadas pelos seus progenitores sentem – se incapazes de sistemas por se só toda essa responsabilidade sem auxílio de qualidade entidade recorrendo a prática do acto. 
Questões sociais: por vezes, a gravidez tem sido por exemplo resultado de um casamento prematuro ou mesmo irresponsabilidade de indivíduos imaturos que encontram no aborto uma solução para resolver o problema por eles causados.
Fuga a paternidade: uma realidade comum hoje em dia em Moçambique os indivíduos irresponsáveis após engravidaren às filhas alhes, tendem a fugir da responsabilidade optando por não assumir a mulher grávida ou mesmo do bebê fazendo com que a moça sinta a necessidade de recorrer ao aborto para resolver o problema. 
Nem todo aborto é resultado desses factores. Porém, destacamos às principais causas no contexto do nosso país. Duma forma resumida, o aborto artificial no país é causado pela gravidez indesejada.

Como evitar o aborto

Boa parte dos causos de aborto artificial do nosso país São resultantes da gravidez indesejada. Sendo assim, o melhor a se fazer é evitar às possíveis situações que podem levar a pessoa a conceber sem que esteja preparada para tal. De entre as diversas formas de evitar a gravidez indesejada podemos destacar:
  • Abstinência
  • Uso de proteção nas relações sexuais
  • Em casos de achar estar preparada para conceber agente nas possibilidades de o caso não trazer consequências futuras a se é ao parceiro;
  • Uso dos diferentes metodos anticoncepcionais existentes;
  • Evita andar com pessoas que podem leva lá a caminhos errados como bebedeiras emcque podem se aproveitar de ti.

Entre outras acções.

Consequências do aborto

Por ser uma prática complexa que envolve a saúde da pessoa envolvida, o aborto artificial gera inúmeras consequências que podem variar de psicológicas a físicas ou mesmo sociasi. Confira abaixo as principais consequências do aborto artificial:
1. Problemas psicológicos: por ser um acto de extrema responsabilidade, o aborto pode causar inúmeros problemas psicológicos como:
  • Insônia;
  • Pesadelos;
  • Isolamento social entre outro.
  • Por vezes, essas consequências psicológicas podem resultar em depressão.

2. Doenças: por vezes, quanto o acto é realizado por pessoas não qualificadas e usando material não esterilizado pode resultar na contaminação de algumas doenças como, Sida, Pneumonia e outras infecções. 
3. Menopausa: no processo da realização do acto pode gerar complicações que podem interromper definitivamente a reprodução da mulher fazendo com que ela seja infértil por resto da sua vida.
4. Morte: quando o procedimento é feito sem conhecimento técnico e sem equipamentos qualificados ou mesmo por pessoas sem conhecimento na área pode resultar em morte.
O aborto é uma realidade no nosso país e existem sentenas de nossas irmãs que recorrem a esse acto para fugir das suas responsabilidades.

 “Uma criança não tem culpa da irresponsabilidade de uma mãe e de um pai” Deixa a criança viver pós ela é uma benção”.

  • Diga não ao aborto
  • Diga não a fuga a paternidade
  • Diga não a irresponsabilidade
  • Diga sim a proteção
  • Diga sim a aquisição de conhecimento sobre saúde reprodutiva
Em casos de dúvidas, dirija- se a unidade sanitária para se informar melhor  ou mesmo procure centros de atendimento a saúde existentes.
Um conselho de Bilay Luís Tomás em nome da mozclone,drenavibe e somlua.

Loading

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments