Terça-feira, Abril 16, 2024
InícioUncategorizedReserva Especial do Niassa sem registo de abate de elefantes por caçadores...

Reserva Especial do Niassa sem registo de abate de elefantes por caçadores furtivos pelo 4º ano consecutivo

Pelo 4º ano Consecutivo

RESERVA ESPECIAL DO NIASSA SEM REGISTO DE ABATE DE ELEFANTES POR CAÇADORES FURTIVOS

A Reserva Especial do Niassa não regista, pelo quarto ano consecutivo, o abate de elefantes, como resultado de sinergias estabelecidas entre as unidades de fiscalização e protecção da biodiversidade, órgãos da administração da justiça e comunidades locais, no combate aos crimes ambientais.

A informação foi revelada pela Ministra da Terra e Ambiente, Ivete Maibaze, que falava neste domingo, 31 de Julho de 2022, no distrito de Magude, província de Maputo, na cerimónia de inauguração do Centro Regional de Operações Conjuntas e Fiscalização por ocasião do Dia Internacional do Fiscal da Flora e Fauna Bravia que se assinala a 31 de Julho.

“Temos a oportunidade de destacar que, pelo quarto ano consecutivo, particularmente na Reserva Especial do Niassa, não registamos abate de elefantes, que era um dos maiores problemas que vinhamos enfretando. O esforço que temos feito, não apenas na Reserva Especial do Niassa, mas também em todas as áreas de conservação, onde a nossa capacidade técnica em termos de fiscalização não consegue surprir a demanda da sofisticação do infrator, é colocar a força da Unidade de Intervenção Rápida.”

A Ministra destacou a importância da coordenação com a Procuradoria-Geral da República e o Tribunal Supremo, que resultou na capacitação de 73 Procuradores e 20 Juízes em matérias de crimes contra a vida selvagem.

Na ocasião, a dirigente revelou os nomes dos quatro Fiscais moçambicanos que morreram em 2021, nomeadamente, Joaquim Jamissone, Alberto Luis Najobe e Raul Arde assassinados pelos insurgentes no dia 22 de Dezembro, nos postos Malunda e Aldeia de Naunala, na Reserva Espcial do Niassa e Chabane Massudi que perdeu a vida por afogamento. Os quatro fazem parte dos 150 Fiscais que perderam a vida no ano passado, em todo o mundo, de acordo com as estatísticas da Federação Internacional dos Fiscais.

“Às famílias que perderam seus entes queridos no exercício das suas funções protegendo o nosso património natural, endereçamos as nossas palavras de conforto e que saibam que a bravura demonstrada por esses fiscais será eternamente honrada por nós, pois seus feitos e contributos jamais serão esquecidos”, Maibaze confortou as famílias que perderam os seus familiares.

Porque era dia de festa, a Ministra da Terra e Ambiente felicitou a todos os Fiscais e individualidades reconhecidos pelo seu trabalho, bem como a todos outros Fiscais que têm contribuído para os resultados positivos alcançados, não somente na protecção da biodiversidade, mas também nos esforços empreendidos em busca de soluções para a melhoria das condições de vida das comunidades residentes dentro e nas imediações das áreas de conservação.

O Dia Internacional do Fiscal foi instituído a 31 de Julho de 2007 pela Federação Internacional do Fiscal e este ano, no país, a data celebra-se sob lema “Promovendo a Participação Activa da Mulher na Fiscalização da Biodiversidade”.

O Fiscal é o Agente que exerce a fiscalização dos recursos florestais e faunísticos. É o individuo que pertence a uma força paramilitar, alocada em todas as áreas de conservação cujas competências estão previstas no Diploma Ministerial nr. 128/2006, de 12 de Julho, que aprova o Estatuto do Fiscal.

O evento contou com a presença dos Membros do Governo da Província de Maputo, Parceiros de Cooperação, Sector Privado, bem como quadros da Administração Nacional das Áreas de Conservação.

ANAC

Ministério da Terra e Ambiente

Reserva Especial do Niassa

CEP – NIASSA

Província de Niassa

Galeria de fotos

Loading

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments