Sábado, Julho 13, 2024
InícioTurismoSugestões de turismo em Moçambique para 2024

Sugestões de turismo em Moçambique para 2024

Zonas de atracções turísticas

Atracções turísticas

Descubra as maravilhas escondidas de Moçambique: sugestões imperdíveis de turismo para 2024

Moçambique possui cerca de 2800 quilómetros de extensão, banhado pelo Oceano Índico. Possui praias cristalinas e riqueza sub-aquática compostas por variadas espécieis de animais, corais e ricos achados arqueológicos, testemunhando cruzamentos culturais. O seu potencial turístico estende-se pelo interior, com florestas e fauna bravia dos trópicos, rios, riachos, lagos e lagoas, aliado a natural simpatia das suas populações. 

Assim, segundo o Plano Estratégico para o Desenvolvimento do Turismo em Moçambique, as atracções turísticas do país assentam na sua  linha de produtos, onde temos: Recursos Litorais e Marinhos, Recursos Naturais e Recursos Culturais. 

Zona Sul – Recursos Litorais e Marinhos
Litoral vasto com águas e praias tropicais e recursos marinhos de qualidade excepcional. 

Zona Centro – Recursos Naturais 
Produto baseado na natureza e fauna bravia. 

Zona Norte – Recursos Culturais 
Com uma identidade única na África Austral. O ‘sabor’ da cultura combinado pode ser no marketing, potenciando os produtos ‘azul’ e ‘verde’ e deve-se também desenvolver numa linha de productos especializados. 

LUGARES POR VISITAR

Bazaruto

O arquipélago de Bazaruto sem dúvida guarda alguns dos cenários mais paradisíacos da costa africana. A área de 1400 km² é uma zona protegida composta por cinco ilhas e as águas ao redor. A região ostenta dezenas de espécies de pássaros incluindo fascinantes flamingos e águias-pescadoras, sem falar dos golfinhos, as tartarugas e crocodilos.

Aerial view of downtown of Maputo, capital city of Mozambique, Africa

Maputo

A capital de Moçambique pode não parecer muito especial à primeira vista, mas a cidade consegue surpreender depois que você passa algumas horas por lá. Maputo ainda guarda muito da arquitetura colonial portuguesa, com imponentes palácios elegantes e largas avenidas, mas hoje foi resignificada pelos locais, que encheram as ruas de mercados, bares e restaurantes com ótimas influências gastronômicas, como a árabe.

Quirimbas

Outro arquipélago que faz sucesso no país são as Ilhas Quirimbas, isoladas ao norte do país. É um ótimo lugar para mergulhar e apreciar belos recifes de coral ou admirar as antigas árvores baobá na ilha de Quilaluia. Mas das 31 ilhas do arquipélago, a mais popular é Ibo, onde culturas portuguesa, indiana e africana se encontram em uma mistura única, com uma pequena vila que conta a história de tempos mais tumultuosos.

Gorongosa

Gorongosa é o parque nacional mais famoso do país e seu principal destino para admirar a vida selvagem. Localizado na região central de Moçambique, ao sul do Grande Vale do Rift, concentra uma grande quantidade de animais como leões, elefantes, crocodilos, diversas espécies de aves, hipopótamos e antílopes.

Tofo e Inhambane

Praia do Tofo, na costa sul do país, é uma dos destinos turísticos mais famosos de Moçambique. De areias brancas e águas turquesa do Oceano Índico, é o lugar ideal para passar alguns dias curtindo o paraíso hospedado em um bangalô. Para quem não aguenta muito tempo só de praia, por lá também fica a cidade de Inhambane, uma das mais charmosas do país, com sua arquitetura que combina colonial portuguesa com elementos indianos, africanos e muita cultura árabe.

Ilha de Moçambique

Listada como Patrimônio Mundial pela Unesco, a Ilha de Moçambique é uma joia do país, ainda que estivesse um tanto esquecida até que a Unesco a encontrasse. A importância da ilha data do século 16, quando foi um importante ponto de parada dos portugueses que iam à Ásia, assim como de árabes que já estavam ali antes da chegada dos europeus. Hoje, é um ótimo lugar para explorar um pouco da história da época, principalmente através da Fortaleza de São Sebastião (a maior da parte sul da África) e das diversas igrejas e capelas.

Ilha da Inhaca

Outra ilha que merece uma visita é a fantástica Ilha da Inhaca, a 40 km da costa de Maputo. Para quem vai passar alguns dias na capital, vale a pena alugar uma lancha ou conferir os horários dos barcos de passageiros para visita-la. A ilha é ideal para quem gosta de praias repletas de natureza, sem muita estrutura. Mas também vale a pena explorar ruínas deixadas por portugueses e a culinária repleta de frutos do mar.

lago Niassa, a nível mundial também chamado lago Malawi é um dos Grandes Lagos Africanos e está localizado no Vale do Rift, entre o Malawi, a Tanzânia e Moçambique. Com uma orientação norte-sul, tem 560 km de comprimento, 80 km de largura máxima e 700 m de profundidade máxima. A área está estimada em 31 mil quilómetros quadrados, dos quais 6 400 são território moçambicano.

 Reserva Especial do Niassa

Fundada em 1960, a Reserva Nacional do Niassa é a maior área protegida do país, delimitada a norte pelo rio Rovuma junto à Tanzânia e a este pelo rio Lugenda. Além das montanhas Mecula e Jodo, alberga numerosos inselbergs de granito na região, que ainda contêm pinturas rupestres sagradas para as comunidades.

Loading

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments