Sábado, Junho 22, 2024
InícioCrimeConhecido um dos supostos protagonistas dos ataques em Cabo Delgado

Conhecido um dos supostos protagonistas dos ataques em Cabo Delgado

CONHECIDO UM DOS SUPOSTOS CHEFES PROTAGONISTAS DOS ATAQUES EM C. DELGADO

Já é conhecido um dos supostos protagonistas dos ataques em Palma, no norte da província de Cabo Delgado.
Trata-se de Bonomade Machude Omar, também conhecido por Abu Sulayfa Muhammad e Ibn Omar.

O nome de Omar consta de uma lista de cinco líderes terroristas que actuam em Moçambique, Quénia, Somália, Mali e Burkina Faso.

O Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, apontou, este sábado, numa ordem executiva, Bonomade Machude Omar, como líder do departamento de assuntos militares e externos do Grupo islâmico de Moçambique e que actua como comandante sénior e coordenador principal dos ataques realizados pelo grupo em Cabo Delgado, bem como facilitador e canal de comunicação principal do grupo.

O Chefe de Estado, Filipe Nyusi, na última comunicação sobre o estado da nação, a 16 de Dezembro de 2020, anunciou os nomes de alguns líderes dos terroristas que actuam na província de Cabo Delgado o seu modus operandi.

As manifestações radicais de grupos que se intitulavam “islâmicos” iniciaram em 2012 mas o governo deste país conseguiu conter até 2017 nos distritos de Mocímboa da Praia, Palma, Quissanga e Nangade, promovidas por um cidadão de nacionalidade tanzaniana identificado por Abdul Chakulo. Nessa altura esse cidadão, falo de 2012, Chakulo incitava a desobediência à Constituição da República. Dos terroristas capturados ou mortos em combate distinguem–se cidadãos de origem tanzaniana, congoleses, somalis, ugandeses, quenianos e maioritariamente recrutados são moçambicanos, para além de indivíduos de outras partes do mundo. As suas lideranças são maioritariamente estrangeiras, como é o caso dos tanzanianos, che Ibrahimo, esse foi morto, o che Hassan Muzuzuri e che Abdul Haziz. Para além destes líderes, contam-se ainda com o che Hajee Ulathuli e Fharai Nankalawa, que foram mortos também em combate” disse o Estadista moçambicano.
Rm como fonte

Loading

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments